Atendimento Médico Permanente

Funciona 24h/dia, 365 dias/ano e não é necessária marcação.

Como chegar? Saiba aqui

Veja pormenorizadamente quais são os direitos e os deveres dos doentes internados numa instituição hospitalar.

DIREITOS
  • Ser tratado no respeito pela dignidade humana.
  • Ser respeitado pelas suas convicções culturais, filosóficas e religiosas.
  • Receber os cuidados apropriados ao seu estado de saúde, no âmbito dos cuidados preventivos, curativos, de reabilitação e terminais.
  • Prestação de cuidados continuados.
  • Informação sobre os serviços de saúde existentes.
  • Informação sobre a sua situação de saúde.
  • Obter uma segunda opinião sobre a sua situação de saúde.
  • Dar ou recusar o seu consentimento, antes de qualquer acto médico ou participação em investigação ou ensaio clínico.
  • Confidencialidade de toda a informação clínica e elementos identificativos que lhe respeitam.
  • Acesso aos dados registados no seu processo clínico.
  • Privacidade na prestação de todo e qualquer acto médico.
  • Independentemente, ou através de organizações representativas, apresentar sugestões e reclamações.
DEVERES
  • Zelar pelo seu estado de saúde, de forma a garantir o seu bem-estar e o seu restabelecimento.
  • Fornecer aos profissionais de saúde todas as informações relevantes para a obtenção de um correcto diagnóstico e adequada terapêutica.
  • Respeitar os direitos dos outros doentes.
  • Colaborar com os profissionais de saúde, respeitando as prescrições que lhe são indicadas e por si livremente aceites.
  • Respeitar as regras de funcionamento das instituições prestadoras de cuidados de saúde a que recorre.
  • Proceder ao pagamento dos encargos que derivem da prestação dos cuidados de saúde, quando for caso disso.